Anúncios !!!


Cat-1

Cat-2

Anúncios!!!


Poesia

ColunaDireita

Catago Vazio2

Coluna Filosofia

Matérias


ANÚNCIOS!!!





Adel José Silva lançará o livro "Desassossego" em 29 de julho/2017 (sábado), a partir das 20 horas, na FLIP.

Sobre "Desassossego" o autor, que é formado em Letras e obteve título de Mestre pela Universidade de São Paulo (USP); Pós-graduado em Gestão da educação a Distância pela Universidade Federal Fluminense (UFF), esclarece sobre sua obra:

"O dessossego canta um grito engavetado em alguma agenda esquecida num banco de praça. Busca transcendência no óbvio e no cotidiano. Nesta obra, reúno um conjunto de poemas escritos no sabor das vivências do século passado. Nem por isso, deixa de apontar para o futuro. O futuro é o pai da angustia. O presente, busca, diante da terrível verdade de sua solidão, negar-se, projetando o passado como proposta futurística. “Névoa de Nada, tudo é” e ainda diz o pregador no Eclesiastes: “Tudo fez (ele) formoso em seu tempo; também pôs a eternidade no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim. Eclesiastes 3:11. O desassossego não é uma invenção moderna, mas certamente é, como define Badiou, pulsando como a cisão que o gera, parte da besta do século XX."

Vale a pena conferir.



Adel José Silva, autografando um livro - Foto de Ana Cristina




Em 16 de julho, foi inaugurada na Associação Profissional dos Artistas Plásticos do Paraná – APAP/PR, nas Arcadas de São Francisco, a exposição “Memórias Seletivas” da artista plástica Elisabeth Sekulic.

Luiz Ernesto Meyer, Elisabeth Sekulic e Osmar Carboni
Fotografia de Faisal Iskandar

A mostra foi inspirada em trabalhos de respeitados estudiosos do inconsciente a artista criou sua mais recente produção.

Elisabeth Sekulic, brasileira, nascida em Hamburg/ Alemanha, em 1968, vem trabalhando com artes visuais desde 2008, tendo realizado exposições coletivas e individuais desde então, grande parte na cidade de Curitiba, onde reside atualmente. A artista participou de oficinas, cursos e imersões artísticas, destacando as ministradas pelos artistas João Moro e Birgitte Tümmler. Além da pintura, a artista também trabalha com outros tipos de suportes e técnicas de representação como fotografia, arte digital e escrita.

A exposição “Memórias Seletivas” foi inspirada em estudos sobre o inconsciente, como por exemplo, na pesquisa desenvolvida pelo psiquiatra e psicanalista suíço, Hermann Rorschach, que concebeu um teste que objetivava compreender a personalidade de seus pacientes a partir da interpretação que estes davam às manchas abstratas que lhes eram apresentadas durante o tratamento. Para Jung, a realidade que vem à tona numa obra de Arte nunca é a realidade do próprio artista, mas sim, a do inconsciente coletivo.

Partindo destas ideias, a artista criou um tipo de trabalho, no qual destaca figuras imaginárias criadas a partir da sua interpretação de manchas aleatórias, com o objetivo de buscar um pouco deste inconsciente coletivo. “Meu processo do fazer artístico e a expressão que consigo dar a pensamentos, conceitos e até sentimentos, que surgem a partir reflexões e experiências vivenciadas por mim”, destaca a artista.

A artista busca sentido entre estes conceitos diversos e aparentemente desconexos, representando a realidade caótica e fragmentada. A obras da exposição foram pintadas de forma espontânea. Elisabeth priorizou o subconsciente. As obras partem de figuras imaginárias criadas a partir da sua interpretação de manchas aleatórias. A artista parte do individual (inconsciente) e atinge o universal (inconsciente coletivo). Elisabeth busca pintar o invisível. A exposição permanecerá em cartaz até 11 de agosto.
Obras de Elisabeth Sekulic
Fotografia de Faisal Iskandar
Maiores informações:
https://sway.com/74gt6lsn8x6ebWDu
Serviço:
Exposição: “Memórias Seletivas”
Artista Plástica: Elisabeth Sekulic
Abertura: 16 de julho, domingo, das 11h às 13h
Período de exposição: 16 de julho a 11 de agosto de 2016
Local: Sede da Associação Profissional dos Artistas Plásticos do Paraná – APAP/PR,Galeria Osmar Chromiec, Sala 11
Horário de visitação: 13h30 às 18h (2ª a 6ª feira) e 11h às 13h (domingo)
Endereço: Av. Jaime Reis, 107, Sala 07 e 11, São Francisco, Curitiba – PR, CEP – 80.510-100, Informações sobre a exposição: (41) 3232-0408, e-mail: apap@apap.com.br, site www.apap.com.br, Entrada: Franca, Classificação: Livre.
O produtor Wasyl Stuparyk me fez o convite para gravar em vídeo "O Poeta".
Esse trabalho de minha autoria recebeu o 1º lugar no Concurso de Poesia da Prefeitura de São José dos Pinhais - Paraná - em 2002.
A Interpretação é da poetisa e declamadora Arriete Rangel de Abreu.



O POETA

Sonha com poemas
e acorda na noite,
escrevendo com os dedos
versos no ar.
Adora
navegar sobre ondas de folhas em branco,
velejar nos cadernos novos,
pular sobre areias de palavras,
correr na praia procurando o Verbo.
Livros, cadernos, papéis e mais papéis...
Continua a lutar com ondas indomáveis,
organiza os termos,
mas só ancora no oceano dos sentimentos.
Nesse instante,
o poeta compreende o poder do caos primordial.

Isabel Furini

Litoral Paranaense - Fotografia de Isabel Furini

A proposta deste curso é que o aluno desenvolva seu próprio projeto de máscara decorativa em argila.




O curso de criação de máscaras decorativas visa agregar o conhecimento em escultura através da experimentação de técnicas, com dicas e orientação profissional, para que o aluno possa desenvolver sua criatividade e expressão artística. Modelar máscaras, além de ser uma atividade que tira as pessoas de uma rotina estressante, também é uma atividade que vir a complementando sua renda.


Público: Voltado para pessoas que querem trabalhar com escultura, artesanato e afins, iniciantes sem experiência
na área com curiosidade em aprender e profissionais que queiram aperfeiçoar-se.
Etapas: MÓDULO I - Desenvolver uma peça em argila, detalhar, queimar e pintar.
Início: 16/07/2017 à 06/08/2017.
Turmas: Manhã - 10h às 13h/ Tarde- 14h às17h.
INVESTIMENTO: R$ 230,00 curso .
(Material e queima da máscara não incluso).



*O curso terá duração de 1mês, serão 4 encontros de 3 horas cada. Totalizando12h/aula.
LISTA DE MATERIAIS:
Módulo I – Modelar e desenvolver uma peça em argila, detalhar , queimar e pintar .
- 2 kg de argila escolar “Pascoal”: (Casa do ceramista)
- 1 Conjunto de estecas e ou goivas (necessários a partir da segunda aula):
- 1 Espátula plástica (necessários a partir da segunda aula):
- 1 Pano tamanho aproximado de 30cm x 20 cm para cobrir a peça.
- 1 Borrifador de água.
- 1 Esponja.
- 1 Avental ou camiseta velha.
- Tintas acrílicas das cores de escolha do aluno . (Indicamos ,Azul Ciano, Magenta e Amarelo limão, Preto e
Branco).

LOCAL: CIRCULAR ATELIER COLABORATIVO
Rua: Mb. Arthur Leme, 340
(Paralela a Rua Holanda, próximo ao Colégio Leôncio Correia)
Bacacheri, Curitiba
@circularatelier Ligar (41) 3319-3164
https://www.facebook.com/circularatelier/

Sobre a ministrante:
Frequentou a primeira escola de oleiros do Brasil, Joaquim Antônio de Medeiros em SC em 2005. Ingressou na Escola de Música e Belas Artes do Paraná no ano de 2006 como bacharel em Escultura. Desde então desenvolve a pesquisa plástica Hiper-realista. É criadora de esculturas hiper-reais (escultura que parecem pessoas reais) de personalidades como BB. King, Paulo Leminski em tamanho real, além de desenvolver máscaras de rostos hiperreais em diversos materiais.
Mais sobre Aline Albuquerque em:
http://youtu.be/hw_esxPMCVU
https://alinealbuquerque.wordpress.com/escultura/
Em 15 de julho (sábado) será o lançamento da Antologia Parnaso das 15h às 18h. A partir das 18h será o evento CuTUCando a Inspiração. Entrada franca para ambos eventos culturais.



O lançamento será realizado no Teatro Universitário de Curitiba – TUC, localizado na Galeria Júlio Moreira, no Largo da Ordem. O segundo lançamento será no dia 16.07 (domingo), das 9h às 14h na Feira do Poeta, ao lado da Casa Romário Martins, também no Largo da Ordem.

Com a proposta de unir e reunir os amantes da poesia, a coletânea Parnaso Poético surgiu como mais um espaço físico para agregar os artistas da palavra e suas produções. Porém, mais que um livro que congregue vários escritores, a ideia foi de que todos os participantes pudessem disseminar conhecimento, divulgando o trabalho realizado pelos demais, possibilitando que a antologia se torne fonte de inspiração e boas ideias para todos que trilham ou queiram trilhar o caminho da arte poética.

Nos utilizamos, para desenvolver esse trabalho, da ideia de Parnaso enquanto Antologia e da alegoria do Parnaso enquanto templo das nove Deusas da inspiração e morada dos poetas. As nove filhas de Mnemósine - "Memória", nos remetem aos primórdios das artes, em que uma das matérias-primas do homem era a palavra personificada por poetas, bardos, menestréis, contadores e cantadores por meio da poesia escrita, cantada, contada ou declamada.

Desejamos que esse livro seja o templo da palavra, tornando-se um espaço de cultivo e preservação da arte das letras, nos abrindo todo o leque de possibilidades que a palavra nos traz.

Aos que embarcaram conosco nessa viagem, nosso muito obrigada! Que o Parnaso nos traga muitas alegrias e bons frutos!!! O ponto de partida foi o amor pela palavra, o ponto de chegada será construído por cada um de nós e por todos nós juntos.

Joel Silveira, Siomara Reis Teixeira, Osmarosman Aedo e Silvana Mello
Foto de Siomara Reis Teixeira
São 56 participantes, 112 textos:
Anderson Lara, Andrea Oliveira Seixas, Angel Popovitz, Antonio Bezerra, Arian de Avalon, Arthur Virmond de Lacerda Neto, Batista de Pilar, Candiero e Melissa, Carla Ramos, Cida Varela, Daniel Maurício, Decio Romano, Delores Pires, Desirée Veloso, Di Magalhães, Douglas Berto Gattiboni, Elciana Goedert, Élio Santos, Enio Oliveira, Fran Maeve, Geraldo Magela, Gilka Correia, Goretti Bussolo, Igor Veiga,  Igor Vitorino da Silva, Iracema Alvarenga Gomes, Isabel Sprenger Ribas, Janaina C. Fanderuff, Jefferson Dieckmann, Jorge Luiz Aquino, José Dominggos, Kojima Kyl, Laura Monte Serrat, Luis Carlos Brizola, Luís Ronconi, Luiza Cantanhêde, Madalena Ferrante Pizzatto, Marcia Kwiatkowski, Márcia da Costa Larangeira, Marco Pasquini, Marilis Assis, Marta Paes, Mhario Lincoln, Nair Carvalho, Paulo Vallim, Regina Bostulin, Rita Delamari, Rosa Leme, Sandra Raposa, Silvana Mello, Siomara Reis Teixeira, Thiago Juraski, Ubaldo Santos de Jesus, Van Zimerman, Verônica Noblat, Zetti Nunes.
Prefácio: Olinto Simões
Orelhas do livro: Isabel Furini e Isabel Sprenger Ribas
Foto Capa: Helvécio Cardoso Jr.
Organizadores: Osmarosman Aedo e Silvana Mello

Lançamento do livro de poesia "Tanto ou tão pouco", com poemas de Tomás Eon Barreiros e ilustrações de Mónica Defreitas Smythe, nesta Sexta, 21 de julho da 19:00 às 22:00 horas, no Schmitz Bierhaus (Rua Brasílio Itiberê 4057, Curitiba).



Inicia em 10 de julho o curso de Desenho para crianças e adolescentes. Será ministrado pela professora e artista plásticoa Mari Ines Piekas, no Solar do Rosário, fone: (41) 3225-6232.










"Libér-Ation" é uma exposição coletiva na qual participam os artistas - Andreia Horn, Desirée Sessegolo, Laua Monte Serrat, Roberto Rodriguez, Rogério Borges,  Sandra Köchee Marc Breyer. Destacamos o trabalho com vidro de Desirée. A mostra será inaugurada em 05 de julho, 19 horas, no Café Babette, Alameda Prudente de Morais, 1101, Curitiba.





O artista plástico José Antonio de Lima

Em 1º de julho, foi a inauguração da exposição “Nexos – Desconexos” de José Antonio de Lima, na Zuleika Bisacchi Galeria de Arte.

Seja na pintura ou na escultura o estilo do artista José Antônio de Lima tem o poder de impressionar os visitantes. Sua primeira exposição foi em 1986, e na sua longa trajetória, o artista fortaleceu sua técnica e sua expressão artística. Nesta oportunidade José Antonio impacta nossa visão com o contraste do vermelho e o preto. Seus quadros sensibilizam pelas linhas e pelas cores, revelando vigor em seus “Nexos – Desconexos”. Esses trabalhos foram são inéditos e foram realizados na França.

A exposição permanecerá aberta para visitação até 18 de agosto/2017, Segunda a  Sábado das 10:00h às 22:00h - Domingos das 14h as 20h, na Zuleika Bisacchi Galeria de Arte, no Shopping Pátio do Batel, Av. do Batel, 1868, em Curitiba.

Vale a pena conferir.

José Antonio de Lima, uma apreciadora da sua arte e a galerista Zuleica Bisacchi



José Antonio de Lima e Isabel Furini


Montagem da exposição - Fotografia da Galeria de Arte Zuleika Bisacchi

Quadro de José Antonio de Lima



ANÚNCIOS!!!


Eventos Culturais

Conuna1Inferior

Catalogo Vazio3

Anúncios!!!

Livros Digitais